Outra atividades

A vida no Grupo, nos seus mais variados aspetos e enquadramentos sociais ultrapassa a rotineira tarefa do “dia a dia”. Nem só ensaios e atuações! O Grupo retrata-se e não se divorcia dos variados fenómenos sociais da comunidade a que pertence. É nas chamadas festas cíclicas, que o coletivo se encontra, a alma se abre e se dá livre curso às mais variadas emoções. Esquecem-se as arrelias da vida, as incontornáveis contrariedades.

Assim acontece no Natal, no Carnaval, no Magusto, no Convívio Anual das Famílias e noutras onde se dá livre curso às emoções reprimidas por uma existência nem sempre fácil.